CORREIOS DE POÇO FUNDO É NOVAMENTE ASSALTADO

Dois bandidos assaltaram a agência dos Correios de Poço Fundo  na manhã desta quinta-feira (30). Os meliantes levaram dinheiro e celulares de clientes, além do que havia nas gavetas da instituição. A fuga, segundo testemunhas, aconteceu num carro branco, provavelmente um Honda ou Corolla, com placas de Campinas e dirigido por uma mulher (provavelmente um carro roubado na quarta-feira (29) em Monte Belo, com placas FIN 5800). A Policia está em rastreamento e qualquer pista pode ser repassada ao 190.

 

SUSPEITO DE HOMICIDIO REAGE E É ATINGIDO POR BALAS DE BORRACHA

Uma operação desencadeada no final da tarde desta terça-feira (28) culminou na prisão do principal suspeito do homicídio que vitimou Mateus Barão, em fevereiro deste ano.  Breno Moreira já era considerado foragido, pois havia conseguido fugir numa primeira tentativa de cumprimento do mandado.

Durante o cerco, promovido pela Policia Civil com apoio da Policia Militar, o rapaz reagiu e foi atingido por munição anti-motim (balas de borracha). Ele foi atendido na Santa Casa e levado em seguida para a Cadeia de Machado.

Detalhes em nossa próxima edição da Gazeta Machadense.

1 - prisão de breno

IDOSO É ASSASSINADO A PAULADAS EM CARVALHÓPOLIS

Um homem foi brutalmente atacado a pauladas, provavelmente na noite deste domingo (26), numa casa usada como galpão em sua propriedade na zona rural de Carvalhópólis. Sebastião Lourenço de Carvalho (67) chegou a ser socorrido com vida ao Pronto Atendimento de Machado, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na manhã desta segunda-feira (27).
José Cesário (60 anos), um arrendatário da propriedade da vitima, acionou a Policia Militar, afirmando que encontrou Sebastião agonizando. Os militares, por sua vez, chamaram a ambulãncia da Secretaria de Saúde do município para efetuar o socorro. Horas depois, o óbito foi declarado.
As investigações começaram imediatamente, e não demorou para que testemunhas apontassem o primeiro suspeito: exatamente José Cesário. Familiares afirmavam que o arrendatário se aproveitava da vítima, e teria havido uma discussão na noite de domingo entre eles no local. Ainda sem saber disso, e tratado como testemunha, o autor concedeu entrevista à nossa reportagem, junto com o filho adolescente (que teria preseenciado o crime). Em sua fala, ele chegou a dizer que queria ter salvado a vida de “seu amigo”. No entanto, diante do competente delegado Juliano do Lago, acabou confessando o que havia feito de fato.
Continuamos acompanhando o caso e você terá mais detalhes nas edições do grupo JPF.